SAFs




Sobre o Projeto Metodologia Fitossociologia Estimativas de Biomassa e Carbono SIG Referências


Fitossociologia


  • Como resultado da análise fitossociológica foi observada a ocorrência nos SAFs avaliados de 30 famílias botânicas e 75 espécies, entre plantas nativas e exóticas, das quais as espécies mais importantes foram juçara - Euterpe edulis Mart., embaúba – Cecropia pachystachya Trécul, e canjarana – Cabralea canjerana (Vell) Mart., com VI, respectivamente, de 75,85 (25,28%), 35,79 (11,93%) e 12,35 (4,65%), que totalizaram em conjunto um VI de 123,930 (41,31% do VI total). A figura 6 apresenta a posição fitossociológica destas espécies nos SAFs inventariados e mapeados. Deve-se ressaltar que as bananeiras não foram consideradas neste levantamento, e que poderiam ocupar uma ordem de importância similar à da juçara, pois estas plantas são as principais espécies comerciais nestes SAFs, logo foram as espécies que possuíam a maior ocupação dos espaços e com o maior número de indivíduos. Esta composição de espécies está coerente como a descrita pela literatura para estes estes SAFs segundo Gonçalves (2013).


    Figura 6. Posição fitossociológica das espécies nos SAFs inventariados e mapeados.

    O H’ geral obtido foi de 2,74 nats ind-1, considerado médio, o que mostrou haver média diversidade de espécies arbóreas compondo esses SAFs, e o C’ foi de 0,81, o que significa que houve dominância de algumas espécies na ocorrência dos indivíduos amostrados, neste caso a juçara, o que resultou em uma baixa equabilidade na relação de distribuição de indivíduos por espécies, tendo J’ o valor de 0,61, ou seja, existem poucas espécies com um grande número de indivíduos.



Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br