Teses e Dissertações

(12/06/2012) A construção social de mecanismos alternativos de mercado no âmbito da Rede Ecovida de Agroecologia

Estudos sobre o sistema agroalimentar global têm apontado seus limites e impactos, em termos da equidade no acesso aos alimentos e da sustentabilidade dos processos de produção, beneficiamento e comercialização. Tais estudos demonstram como este sistema tem sido responsável pela concentração econômica no âmbito da atividade agroalimentar e exercido particular pressão sobre a agricultura familiar e camponesa, comprometendo sua autonomia e condições para garantia de sua reprodução social. Esta realidade tem gerado reações das mais diversas, por parte de movimentos sociais e organizações camponesas que se propõem a construir processos de produção e consumo alternativos, que privilegiem a busca por formas de produção e consumo ambientalmente sustentáveis e geradoras de processos sociais e econômicos mais equitativos. Nesta perspectiva, diversas organizações de agricultores e assessoria vêm propondo há mais de três décadas no Brasil a construção da agroecologia, enquanto forma alternativa de produção e organização das atividades agroalimentares.
No Sul do Brasil, a agroecologia encontra sua maior expressão em torno da Rede Ecovida de Agroecologia, rede que articula grupos de agricultores ecologistas, organizações de assessoria e consumidores em torno de 27 Núcleos Regionais distribuídos nos três Estados do Sul. Entre seus princípios e objetivos, a Rede Ecovida se propõe à construção de formas alternativas de comercialização, que priorizem a ampliação do acesso aos produtos ecológicos, bem como as relações voltadas ao mercado local. Neste sentido, este estudo visa caracterizar estas iniciativas e identificar elementos de sua constituição que possam ser compreendidos como formas alternativas de construção de mercados, bem como sua relação face ao cumprimento dos objetivos da soberania e segurança alimentar e nutricional. Para tanto, seis Núcleos Regionais e, dentro destes, sete organizações de agricultores foram pesquisadas, através da realização de grupos focais junto às organizações, entrevistas com gestores dos processos de comercialização, bem como da aplicação de questionários individuais às famílias selecionadas. As formas de comercialização da Rede Ecovida se estruturam a partir de processos coletivos, configurando uma estratégia geral de participação nos mercados e, dentro desta, a construção de mecanismos alternativos de comercialização, socialmente enraizados nas lógicas social, ambiental e econômica características da agricultura familiar e camponesa. Este processo tem possibilitado a abertura de espaços de autonomia para as famílias agricultoras, ampliando sua capacidade de intervenção nos mercados, estimulando a diversificação da produção e melhorando seus níveis de autoconsumo, fortalecendo processos de organização social e a (re)construção de relações de solidariedade e reciprocidade entre agricultores e destes com os consumidores. Da mesma forma, tem se apoiado na criação de formas de gestão socialmente apropriadas à sua realidade e têm sido efetivas em termos da promoção da soberania e segurança alimentar e nutricional em suas várias dimensões, em que pesem as contradições e limitações desta construção, realizada no âmbito de um contexto onde a racionalidade mercantil se faz predominante.

 voltar

 

Notícias 

Alimentos da época ajudam a restaurar conexão com a natureza

Mais que economia ou saúde,  quem prefere alimentos frescos, agroecológicos e da safra está, na verd...



Produção e certificação de orgânicos do Sul do Brasil no Congresso Mundial de Agricultura Orgânica

O agrônomo Laércio Meirelles e o agricultor Marcelo Nunes Vieira levaram para os participantes do p...


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br