Projetos
 
Agricultura Ecológica como instrumento para mitigar os efeitos das práticas agrícolas sobre o aquecimento global- finalizado

Entidade que apóia / financia Kerkinactie
Período Maio / 2006 a maio/ 2008
Área Geográfica Litoral Norte do RS e Sul de SC
Está demonstrado que a agricultura tem sido uma das causas do efeito estufa e, como conseqüência, do aquecimento global. Os principais mecanismos de emissão dióxido de carbono (CO2 – gás que mais contribui para o aquecimento global) na agricultura são: o uso direto de combustíveis fósseis nas operações agrícolas; o uso indireto de energia, principalmente através dos fertilizantes químicos e pesticidas; e o cultivo dos solos ocasionando a perda de matéria orgânica.
As florestas, por sua vez, assim como os oceanos, retiram o dióxido de carbono e retornam o oxigênio para atmosfera. A preservação do que resta de florestas como a Mata Atlântica, deve fazer parte de qualquer estratégia de mitigação do aquecimento global.
Contudo, a conservação da Mata Atlântica enfrenta grandes desafios. A densidade demográfica é alta e as iniciativas baseadas somente no estabelecimento de reservas ecológicas e na restrição legal ao uso dos recursos naturais não têm sido capazes de solucionar os impasses ambientais ou de responder às demandas sócio-econômicas das famílias que vivem neste bioma.
Ao promover a produção e o consumo de Alimentos Ecológicos e a adoção por parte dos agricultores de tecnologias que diminuam a emissão de gases estufa, ampliem a fixação de carbono e consolidem alternativas de segurança alimentar e geração de renda, o projeto AGRICULTURA ECOLÓGICA COMO INSTRUMENTO PARA MITIGAR OS EFEITOS DAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS SOBRE O AQUECIMENTO LOCAL, pretende contribuir para amenizar este problema que vem afetando populações no mundo inteiro.
E, demonstrando que preservação e desenvolvimento humano andam juntos, o projeto beneficia segmentos da população que se encontram em situação de risco social, na região do litoral norte do Rio Grande do Sul e Sul de Santa Catarina.
 


   
 

Artigos   

TRANSGÊNICOS E SEUS RISCOS: A CIÊNCIA A SERVIÇO DA INDÚSTRIA QUÍMICA

No decorrer do desenvolvimento capitalista, também a semente tornou-se uma mercadoria. Enquanto, historicamente, a semente foi para o agricultor apena...


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br