Notícias
 
( 23/01/2017 ) Alimento agroecológico pode fortalecer redes da economia solidária
 


A vontade de integrar diferentes setores da economia solidária motivou a visita, em 18 de janeiro de 2017, de Allan Tiefenseen, da Central de de Cooperativas e Empreendimentos da Economia Solidária (Unisol), de Salvador, Bahia, às cooperativas de consumidores de Três Cachoeiras (Coopet), de Torres (Ecotorres) , à Cooperativa de Produtores Ecologistas (Econativa) e ao Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade Orgânica (Opac) da Rede Ecovida de Agroecologia.

Conforme o agrônomo, o alimento agroecológico pode contribuir para unificar a cultura geral da economia solidária junto às cooperativas, associações, grupos informais e redes de troca assessorados pela Unisol em setores que vão da construção civil à metalurgia, reciclagem, cooperativismo social voltado a dependentes químicos, entre outros. O que passa por todos é o alimento agroecológico, porque todo mundo come, e o setor da agroecologia é o que pode passar por todos, fortalecer, integrar melhor as redes. Mas o grande desafio é a diferenciação do que de fato é agroecologia de transformação social, da agricultura natural, sem veneno.

Tiefenseen acredita que as cooperativas do Litoral Norte possam inspirar os grupos de consumo do Sul da Bahia a se tornarem também cooperativas. Em relação à certificação, espera que a experiência da Opac sirva para ampliar as práticas de certificação da Rede Povos da Mata Atlântica, na mesma filosofia da Rede Ecovida.


   
 

Cursos

19/9
22 anos do Conselho das Associações Ecologistas de Ipê e 10 anos da Econativa Serra


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br