Notícias
 
( 02/12/2014 ) Publicação denuncia situação dos camponeses no Paraguai
 


Um seminário realizado nos dias 28 e 29 de novembro de 2014 no Paraguai reuniu representantes de 12 países para discutir o desmatamento e outros efeitos da criação de gado e monoculturas sobre a sociedade e o ambiente, especialmente daquele país. A matéria está no site Observatorio de Tierra.

O teor das apresentações vai ao encontro do que a edição 79 de Biodiversidade, sustento e culturas denuncia: a criminalização da vida camponesa no Paraguai, onde 85% da terra pertence a 2% de proprietários que ocupam 60% da área agrícola com soja transgênica.

O editorial registra que há perseguição de camponeses, imposição de cultivos, contaminação transgênica extrema legal e extensiva, desmatamento extremo, esgotamento dos solos por agroquímicos, privatização e contaminação dos corpos dágua, poços e mananciais, promoção da propriedade intelectual, desigualdade no tratamento fiscal favorável às grandes corporações, promoção de leis nocivas à população, incentivo aos agrotóxicos, entre outros problemas.

Biodiversidade, sustento e culturas 79 está na seção Boletins Informativos.


   
 

Cursos

23/7
Jornadas Ecológicas - Roda de conversa com Maria José Guazzelli


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br