Notícias
 
( 15/09/2014 ) Animais em extinção no Rio Grande do Sul teriam mais chances em áreas de agroflorestas
 


Foto: Vicente Wolff

A Fundação Zoobotânica (FZB) coordenou a elaboração de uma lista onde constam 280 animais ameaçados ou já em fase de extinção no Rio Grande do Sul. A lista onde observa-se uma maior quantidade de aves ameaçadas, pode ser acessada na íntegra em lista.

Conforme a dissertação de mestrado da bióloga Clarissa Britz Hassdenteufel, diversos estudos apontam maior diversidade de animais e plantas em áreas cultivadas com sistemas agroflorestais, quando comparadas a áreas de cultivos convencionais.

Clarissa cita estudos que mostram a maior presença de aves e bugios em Safs de café sombreado, aves e morcegos em bananais agroflorestais e de formigas em plantações de coco.

Nas pesquisas de campo realizadas na região de Torres, Litoral Norte do Rio Grande do Sul, Clarissa também identificou maior diversidade de aves e outros animais nas áreas de Safs, comparativamente às áreas de manejadas de forma convencional.

A dissertação completa pode ser lida aqui.


   
 

Cursos

23/7
Jornadas Ecológicas - Roda de conversa com Maria José Guazzelli


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br