Notícias
 
( 26/06/2014 ) Estudo científico republicado confirma efeitos graves do Roundup e milho transgênico sobre a saúde
 


Um estudo realizado  pelo professor Gilles-Eric Séralini  sobre a toxicidade crônica provocada pelo herbicida Roundup e pelo milho transgênico NK 603 tolerante ao Roundup foi novamente publicado, desta vez na revista Environmental Science Europa, do grupo Springer. O acesso aos dados brutos, em inglês, está neste link.

Publicado em 2012 pela revista Food and Chemical Toxicology(grupo Elsvier), o estudo foi retirado da revista em novembro de 2013 depois de muita polêmica e pressão.

Milho transgênico e Roundup deveriam ser considerados disruptores endócrinos

Com a nova publicação e novos dados disponíveis on line, a equipe do professor Séralini confirma que o herbicida  mais vendido no mundo, o Roundup, provoca deficiências graves no fígado e nos rins, bem como alterações hormonais, tais como tumores mamários.

Efeitos semelhantes foram observados devido ao consumo excessivo de milho transgênico tolerante ao herbicida, provocados pelos resíduos do herbicida e pela modificação genética específica de milho.

A formulação do Roundup bem como a do milho tolerante ao mesmo, deveriam, portanto, ser consideradas como disruptores endócrinos (hormonais), e as autoridades teriam que reavaliar  sua segurança.

Republicação pretende dar transparência à discussão sobre o assunto

Winifred Schröder, editor da revista que republicou o estudo, disse: "Queremos gerar a possibilidade de uma discussão racional sobre o estudo de Séralini et. al. (Food Chem Toxicol 2012, 50:4221–4231) publicando-o novamente. A discussão metodológica é a energia necessária para qualquer progresso científico. O único propósito é entregar algo de transparência científica e sobre essa base, desenvolver uma discussão que não trate de esconder a informação, mas sim focar nestas controvérsias metodológicas muito necessárias". 

A equipe do professor Séralini escolheu esta publicação de acesso geral, uma revista científica revisada por seus pares, que constitui a terceira avaliação do estudo realizado por pares.

Indústrias da biotecnologia nunca divulgaram informações com transparência

Os pesquisadores publicaram on line os dados sem editar, com livre acesso a toda comunidade científica, algo que a indústria da biotecnologia sempre se recusou a fazer, alegando sigilo comercial ou restrições de propriedade intelectual.

Existe realmente um segredo para manter? Como poderiam os resultados de um estudo de saúde violar segredos comerciais? É a indústria escondendo a real toxicidade de compostos que se acumulam em nossos corpos e no ambiente?

Médico afirma que avaliações dos agrotóxicos e transgênicos colocam em risco a saúde pública

O dr. Joël Spiroux de Vendômois, médico e presidente do Comitê de Pesquisa e Informação Independente sobre Engenharia Genética (Criigen), afirma: "Os agrotóxicos como o Roundup e os transgênicos para uso agrícola não podem ser ignorados no momento de explicar as patologias epidêmicas de caráter ambiental".  E enfatiza: "As deficiências nas avaliações regulatórias dos agrotóxicos e dos transgênicos põem  em perigo a saúde pública."

O Criigen solicita acesso público aos estudos toxicológicos que autorizaram a comercialização de diferentes formulações de Roundup, e os dados brutos sobre as análises toxicológicas de urina e sangue de todos esses produtos, e insta as autoridades responsáveis a desenvolver mais pesquisas públicas com o compromisso de disponibilizar à opinião pública os resultados relacionados com os potenciais efeitos toxicológicos e endócrinos dos transgênicos e do Roundup, bem como de outros agrotóxicos usados por longos períodos de exposição, a fim de assegurar uma protecção eficaz dos saúde pública.

Para assegurar uma real proteção da saúde pública, o Criigen solicita  o acesso público aos estudos toxicológicos que autorizaram colocar no mercado as diferentes formulações de Roundup e os dados brutos sobre as análises toxicológicas de urina e sangue de todos estes produtos.

O comitê também pede que as autoridades governamentais responsáveis desenvolvam mais pesquisas com o compromisso de colocar à disposição da opinião pública os resultados relacionados com possíveis  efeitos toxicológicos e endócrinos dos transgênicos e do Roundup, assim como de outros agrotóxicos usados por longos períodos.

Notícia divulgada pela Red Por una América Latina Libre de Transgénicos


   
 

Cursos

23/7
Jornadas Ecológicas - Roda de conversa com Maria José Guazzelli


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br