Notícias
 
( 10/02/2014 ) Equipe técnica avalia potencial do butiá no Litoral Norte do RS
 


O primeiro passo para incentivar a produção de butiá no Litoral Norte do RS foi dado na sexta-feira, 7 de fevereiro em uma visita ao sistema agroflorestal de Marta Bergamo, em Torres, Litoral Norte do RS. A pesquisa a campo teve a participação de dois tecnólogos em Gestão Ambiental e um biólogo da equipe técnica do Centro Ecológico, além de duas estagiárias curso Técnico Agrícola do Instituto Federal Catarinense (IFC).

Conforme Marta, o objetivo era aprofundar um pouco o contexto do butiá, verificar as condições da área e estabelecer referenciais que sejam um ponto de partida para a promoção do aproveitamento do fruto. Marta calcula ter em torno de 3 mil palmeiras em cinco hectares. O sistema tem áreas com 20 e até 30 anos, mas o aproveitamento dos frutos começou há cinco.

"O trabalho que eu tinha com o maracujá não estava dando tanto como eu esperava e a vontade experimentar coisas novas me levou ao butiá, que é um presente que a natureza está oferecendo". Hoje Marta faz butiá cremoso, geléia, suco concentrado, polpa, e está testando a farinha, que fica como coco ralado.

Outro objetivo da visita era o preenchimento do Formulário para Requerer Certificação de Áreas visando Implantação de Sistema Agroflorestais de Base Ecológica, do Departamento de Florestas e Áreas Protegidas (Defap). "A entrega deste formulário no Defap é o que dá início ao processo de certificação da área", explicou o biólogo Sidilon Mendes.


   
 

Cursos

19/9
22 anos do Conselho das Associações Ecologistas de Ipê e 10 anos da Econativa Serra


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br