Notícias
 
( 16/05/2013 ) Onze anos sem José Lutzenberger
 


Há 11 anos, o ativismo ambiental perdeu uma de suas mais importantes lideranças: o agrônomo José Lutzenberger.

Em vida, o criador da Fundação Gaia foi contemplado com mais de 40 prêmios, 25 distinções e dez homenagens, entre estas o prêmio Nobel Alternativo, segundo notícias publicadas nos jornais Correio do Povo e Folha de São Paulo um dia após a sua morte, em 14 de maio de 2002.

Mas para a Agricultura Ecológica, especialmente no Rio Grande do Sul, José Lutzenberger representa tudo. "Ele foi o precursor de todo esse movimento da Agricultura Ecológica, deu muito apoio para o Centro (Ecológico) e foi uma figura chave não só no RS como no Brasil inteiro", explica o coordenador técnico do Centro Ecológico, André Gonçalves.

Uma de suas mais importantes contribuições foi a indicação da tradução do livro de Francis Chaboussou, sobre a Teoria da Trofobiose, feita pela agrônoma Maria José Guazzelli. De acordo com esta teoria, base de todo o trabalho desenvolvido pelo Centro Ecológico, plantas saudáveis não são atacadas por doenças, parasitas ou fungos.

No site da Fundação Gaia estão disponíveis textos em português, inglês e alemão escritos por Lutzenberger entre os anos 1980 e 2000.


   
 

Cursos

19/9
22 anos do Conselho das Associações Ecologistas de Ipê e 10 anos da Econativa Serra


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br