Notícias
 
( 21/02/2012 ) Turismo rural de Mampituba será beneficiado por edificação com técnicas de bioconstrução
 



Está em fase de construção na comunidade da Roça da Estância um quiosque onde em breve os turistas que visitarem Mampituba poderão comprar artesanato, pães, biscoitos e doces produzidos pelas comunidades locais. Outra proposta da edificação é divulgar o café preparado por Maria Zanetti Alves da Silva desde 2009.

Até agora, a obra que reúne técnicas de bioconstrução, materiais reutilizados e ecológicos, tem gerado boas expectativas entre os envolvidos."Minha esposa (Lilian Maria Cardoso) trabalha com artesanato e diz que vai vender aqui", afirmou o carpinteiro, pedreiro e pintor Vilson Rocha Alves (Neneco) em seu quarto dia de trabalho como voluntário na obra.

O turismólogo Francisco Reis, que leva em torno de dois grupos por semana para visitar a Cascata dos Borges, acredita que o quiosque vai agregar alternativas ao primeiro roteiro turístico consolidado de Mampituba - Cachoeira dos Borges e Café com Mistura - e beneficiar os moradores da comunidade.

De acordo com a vice-prefeita, Ana Maria Martins, a ideia é estimular tanto o grupo do turismo quanto as mulheres de famílias carentes que terão um lugar para comercializar, aproveitando o fluxo de pessoas que já vem para o roteiro turístico.

Projeto diferente com técnicas baratas e ecológicas
Se os benefícios da obra são quase uma certeza, o formato e as técnicas construtivas ainda motivam dúvidas na comunidade. Responsável pelo projeto, a arquiteta Roberta Arend explicou que o formato com oito lados favorece a visualização de quem passa na estrada e permite maior aproveitamento do espaço interno, com mais paredes e janelas. Ela destacou que, de todos os elementos necessários para a execução, somente as esquadrias foram compradas:" a fundação foi feita com pedras locais, tem paredes de pau a pique, estrutura de madeira roliça que o marido da Zanetti já tinha, telhas reaproveitadas de uma obra desmontada na região e a tinta será ecológica".

Feitas com terra crua, as paredes de pau a pique são baratas, reutilizáveis, não contaminam ambiente , não geram resíduos nem gases de efeito estufa. Após uma apresentação sobre a técnica, o funcionário da prefeitura José Ramos ( Zezé) ficou impressionado com as mansões que utilizam paredes de terra: "achei muito importante aquilo ali ( a apresentação), uma coisa que a região pode fazer, ter um treinamento de mão de obra, porque tem muita casa pra construir, deve ser mais saudável, fica muito bonito e o pessoal tem material pra fazer".

Parcerias somam esforços para executar obra
O quiosque na propriedade de Maria Zanetti é uma realização do Centro Ecológico com apoio da organização Heifer Internacional e Prefeitura Municipal de Mampituba.

Desde janeiro, a casa de Maria Zanetti e de outros moradores de diferentes comunidades do municipio contam com sistema de saneamento básico ecológico, viabilizado pelo mesmo projeto apoiado pela Heifer.


   
 

Cursos

20/11
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br