Notícias
 
( 30/08/2010 ) Consumismo e produção ecológica de alimentos pautaram atividades de Educação Ambiental
 


Duas palestras sobre meio ambiente realizadas em duas comunidades de Três Cachoeiras na segunda quinzena de agosto destacaram a importância da mudança nos hábitos de consumo para a construção de uma sociedade mais justa e sustentável. A parte prática ficou por conta da organização uma horta ecológica.

Na tarde do dia 24, terça-feira, a educadora ambiental Stela Motter ministrou a palestra “Você escolhe o produto ou o produto escolhe você?” para alunos de duas turmas da oitava série da escola Fernando Ferrari, na comunidade do Chimarrão, com o tema: Somos vítimas de uma sociedade de consumo e da “tirania das marcas”.

Atividade prática na horta

Enquanto as oitavas séries eram convidadas a refletir sobre os desejos fomentados pelo mau uso da propaganda, os alunos da quinta série participaram de uma atividade prática. Com resíduos orgânicos e aproveitando materiais que se tornariam entulhos no ambiente, reestruturaram a horta iniciada em 2009 de acordo com os princípios da permacultura. Nas semanas seguintes vão continuar o cultivo do espaço, com o plantio de flores, temperos e hortaliças.

Já a escola Baréa, na comunidade do Santo Anjo da Guarda teve sua horta reestruturada no dia 13, quando agendou a palestra Crise climática e crise na saúde, com a fundadora do Centro Ecológico, Maria José Guazzelli para o dia 25.

“A escola tem um grande papel a cumprir para com o meio ambiente”, afirmou a agrônoma no inicio de sua apresentação para 45 merendeiras e representantes de equipes diretivas de onze escolas de Dom Pedro de Alcântara, Mampituba, Torres e Três Cachoeiras .

Maria José chamou a atenção para as verdadeiras causas da crise climática e as falsas soluções oferecidas por empresas de agrotóxicos, transgênicos, geoengenharia, biologia sintética e nanotecnologia. Relacionando os problemas ambientais e a saúde humana, colocou os alimentos contaminados com insumos químicos, altamente processados e transportados por longas distâncias entre os principais geradores de gases de efeito estufa (GEE) e doenças da atualidade. Em contrapartida, mostrou como a mudança na alimentação, priorizando alimentos in natura, ecológicos, locais e com pouca ou nenhuma embalagem, pode ajudar na saúde individual e planetária.

Estas atividades promovidas por educadoras da Teia de Educação Ambiental Mata Atlântica são apoiadas pelo Centro Ecológico através do projeto Cultivando nosso clima, implementado no Litoral Norte do Rio Grande do Sul com recursos da Sociedade Sueca para Proteção da Natureza (SSPN).


   
 

Cursos

20/11
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br