Notícias
 
( 23/06/2010 ) Agricultores receberam estagiários da Escola Waldorf Anabá
 


Recentemente cinco propriedades agroecológicas do Litoral Norte do Rio Grande do Sul receberam 17 estudantes do 9º ano da Escola Waldorf Anabá, de Florianópolis (SC). Durante dez dias, alunos e alunas com idades entre 14 e 15 anos, participaram de todas as atividades realizadas por famílias agricultoras assessoradas pelo Centro Ecológico e localizadas nas comunidades de Morro Azul, Raposa e Três Passos ( Três Cachoeiras), Pixirica e Morro do Forno ( Morrinhos do Sul).

“Esse estágio agrícola começou a ser implantado em 2008, em uma vivência de quatro dias, mas não era agricultura orgânica”, explicou a tutora Cynara Miller. O objetivo do estágio é entender a relação de uma propriedade com as outras e as cidades, as comunidades, fazer as atividades agrícolas de plantar, colher. “O ideal seria sempre em propriedade orgânica ou biodinâmica, e sempre as mesmas propriedades”, avaliou Cynara.

No 10º ano os estudantes fazem um estágio industrial e com 18 anos (aproximadamente) acompanham um estágio social, junto a movimentos sociais e associações comunitárias.

A proposta pedagógica Waldorf está presente em escolas da Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal. Na Alemanha a maioria das escolas estatais segue esta pedagogia criada por Rudolf Steiner.

Pedagogia Waldorf
A Pedagogia Waldorf, criada em 1919 na Alemanha, está presente no mundo inteiro. Uma das principais características da Pedagogia Waldorf é o seu embasamento na concepção de desenvolvimento do ser humano introduzida por Rudolf Steiner, orientadada a partir de pontos de vista antropológico, pedagógico, curricular e administrativo fundamentados na Antroposofia. Nela o ser humano é apreendido em seu aspecto físico, anímico (psico-emocional) e espiritual, de acordo com as características de cada um e da sua faixa etária, buscando-se uma perfeita integração do corpo, da alma e do espírito, ou seja, entre o pensar, o sentir e o querer.
O ensino teórico é sempre acompanhado pelo prático, com grande enfoque nas atividades corpóreas (ação), artísticas e artesanais, de acordo com a idade dos estudantes; o cultivo das atividades do pensar, inicia-se com o exercício da imaginação, do conhecimento dos contos, lendas e mitos, até gradativamente atingir-se o desenvolvimento do pensamento mais abstrato, teórico e rigorosamente formal, mais ou menos na época de ensino médio. Essa não exigência de atividades que necessitam de um pensar abstrato muito cedo é também um dos grandes diferenciais em relação à outros métodos de ensino.
Nessa concepção predomina o exercício e desenvolvimento de habilidades e não do mero acúmulo de informações, cultivando a ciência, a arte e os valores morais e espirituais necessárias ao ser humano.

Fonte: Site da Federação das Escolas Waldorf do Brasil

Na foto os estagiários ajudam na preparação de tijolos tipo adobe para a unidade de processamento de açaí de juçara do também jovem agricultor Elias Evaldt. A obra segue princípios da bio-arquitetura, na comunidade da Pixirica, em Morrinhos do Sul.


   
 

Cursos

12/11
Extrativismo e Sistemas Agroflorestais - aspectos legais
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br