Notícias
 
( 01/09/2009 ) Açaí da juçara – Centro Ecológico busca referências em empreendimentos do Pará
 


Há mais de duas décadas o açaí começou a sair da floresta e a entrar na preferência de comunidades não tão tradicionais, como surfistas e esportistas. Esse cenário positivo e a descoberta de que os frutos de uma palmeira nativa do Sul do Brasil produz uma polpa com as mesmas propriedades do açaí do Norte incentivou o Centro Ecológico a buscar formas de promover a produção e o consumo do açaí da juçara. Além do mais, a palmeira em questão - Euterpe edulis - encontra-se na lista de espécies vulneráveis. Sua disseminação portanto, é uma questão de sobrevivência para a Mata Atlântica.

Assim, foi idealizado o projeto Produção de Açaí para Geração de Renda e Preservação da Mata Atlântica, através do qual o coordenador técnico do Centro Ecológico – André Gonçalves- visitou dois municípios paraenses que são grandes produtores de açaí: Abaetetuba e Igarapé-Miri. O objetivo da viagem de estudos realizada entre os dias 16 e 21 de agosto era conhecer as experiências de produção de açaí e obter referências para o projeto que começou a ser implementado em julho. O agrônomo teve a oportunidade de conhecer cultivos, organizações, formas de comercialização e conversar com lideranças dos empreendimentos visitados, que foram: Caepim - Cooperativa Agrícola dos Empreendedores Populares de Igarapé-Mirim; Cofruta - Cooperativa de Fruticultores de Abaetetuba e Camta - Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu, e as agroindústrias Belaiaçá e Everything Nature.

Outro objetivo da viagem era avaliar a possibilidade de exportar a polpa dessas organizações, dentro das regras do Comércio Justo e através da Cooperativa Sem Fronteiras Brasil, representada por Adriano Martins, coordenador da ONG Instituto Morro da Cutia - IMCA.

Aqui no Sul, não está descartada a possibilidade de exportar em menor escala, uma vez que a meta de ampliar o número de famílias produtoras de cem para 400 encontra-se em em fase de implementação.

O projeto Produção de Açaí para Geração de Renda e Preservação da Mata Atlântica foi um dos 22 contemplados em uma competição global chamada Development Marketplace que aconteceu em Washington D.C., EUA, em setembro de 2008. Inicialmente foi pré-selecionado entre 1.800 outras propostas. Essa edição do Development Marketplace foi co-patrocinada pelo Banco Mundial, Global Environment Facility (GEF), Corporação Financeira Internacional ( IFC, por sua sigla em inglês), Fundação de Bill e Melinda Gates e a Agência de Cooperação Alemã GTZ.


   
 

Cursos

20/11
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br