Notícias
 
( 27/08/2009 ) Casa da Solidariedade combina técnicas de bioarquitetura no Passo de Torres - SC
 




Poderia ser somente uma casa para abrigar oficinas e práticas de projetos sociais, e já seria excelente. Mas a Casa da Solidariedade, que começou a ser construída em abril deste ano no Passo de Torres, representa uma nova concepção arquitetônica, onde o conforto não é um ônus para a natureza e sim um benefício.
Com pouco cimento e muita tecnologia, a Casa nos dá vários exemplos de que é possível construir aproveitando materiais que comumente são descartados na natureza.


Tem desde blocos reciclados - feitos com entulho de obras-, até tijolos de solo cimento. Estes foram produzidos por um morador da comunidade da Sanga da Madeira, que será a principal beneficiária da Casa. As paredes de taipa de pilão foram viabilizadas através das muitas oficinas realizadas quase que semanalmente no canteiro de obras, ou seria uma sala de aula e educação ambiental ao ar livre? Na quarta-feira, 26 de agosto, um grupo de seis moradoras e moradores da Sanga da Madeira participava de mais uma destas oficinas de técnicas de construção ecológica. De acordo com a observação da arquiteta Roberta Arend, responsável pela obra, essas técnicas têm viabilizado uma melhor organização no entorno de algumas casas da Sanga da Madeira

Quanto ao cimento, ela ainda não calculou a quantidade utilizada, mas estima que seja bem menos que nas construções convencionais: O único lugar que tem concreto é na viga e um pouco na argamassa. A fabricação do cimento faz deste material a terceira maior fonte de emissão de CO2 do planeta.

Cada área da Casa recebeu a técnica conforme sua finalidade. Algumas paredes vão receber uma demão de tinta ecológica, feita à base de terra. As janelas foram doadas de demolições. E o telhado, pretende-se que seja de um material reciclado e com propriedades térmicas, feito partir de tubos de pasta de dente.

A Casa da Solidariedade é uma das metas do projeto Agricultura Ecológica Soberania Alimentar e Economia Solidária: Soluções Ambientais para Problemas Sociais, patrocinado pela Petrobras.

Quando a obra estiver pronta, as oficinas, cursos e atividades de lazer e recreação serão realizadas através de um projeto apoiado pela Heifer Internacional - Programa Brasil-Argentina, denominado Soberania Alimentar e geração de Renda no Litoral Norte do Rio Grande do Sul e Sul de Santa Catarina.


   
 

Cursos

20/11
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br