Notícias
 
( 22/11/2004 ) Seminário do Projeto de Gestão Ambiental Rural - Gestar
 


Resultado da parceria entre a FAO ( Organização para Alimentação e Agricultura, por sua sigla em inglês) e o MMA ( Ministério do Meio Ambiente), o Projeto de Gestão Ambiental Rural – GESTAR - tem como objetivo promover o processo de desenvolvimento rural sustentável e a justiça ambiental com a motivação, capacitação e engajamento das comunidades, buscando a melhoria da qualidade ambiental e da vida nos territórios.
Na sexta feira, 19 de novembro, uma comissão organizadora formada por 11 entidades do Litoral Norte do Rio Grande do Sul e do Sul de Santa Catarina, promoveu o Seminário de Lançamento do Gestar Mampituba, no Parque Clube 19 de julho, em Praia Grande, Santa Catarina, durante todo o dia Havia 228 inscritos e representantes de 41 entidades.
O Gestar Mampituba é o primeiro GESTAR envolvendo dois estados e também o primeiro no estado do RS.
A região da bacia hidrográfica do Rio Mampituba compreende 18 municípios ( 8 gaúchos e 10 catarinenses) e foi selecionada como uma das áreas onde se pretende desenvolver os objetivos do GESTAR no bioma MATA ATLÂNTICA.
A seleção ocorreu em função da mobilização na defesa ambiental do rio e seu entorno, promovidas pelas ações para a criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Mampituba, realizadas por instituições e entidades locais, ONGs e movimentos sociais. Essa mobilização motivou a visita de uma missão da FAO à região, para conhecer os problemas e potencialidades da bacia.
Com recursos financeiros limitados e duração de um ano, podendo ser renovado por mais dois anos, o Gestar Mampituba se propõe a dialogar com a comunidade no sentido de estabelecer prioridades para o desenvolvimento sustentável da região. De acordo com o Gilnei Viana, da SDS – Secretaria de Políticas Publicas para o Desenvolvimento Sustentável e representante da ministra Marina Silva, do MMA, é preciso resolver o inaceitável dilema desenvolvimento versus ecologia, em torno de um pacto de preservação do meio ambiente.
Durante o evento foram antecipadas algumas preocupações da comunidade em relação à crescente ocupação das terras da região pela rizicultura convencional, que utiliza muito agrotóxico, a questão das embalagens de venenos lançadas no Rio Mampituba, os esgotos, o lixo e a privatização das margens do Rio por particulares, impedindo o tradicional acesso dos pescadores artesanais. Uma demanda formalizada pelas ONGs Onda Verde e Sócios da natureza é a urgência da implantação do Comitê da bacia do Rio Mampituba.
O Centro Ecológico será a entidade executora do Projeto de Gestão Ambiental Rural na Bacia Hidrográfica do Rio Mampituba.

O Seminário de Lançamento do Gestar Mampituba teve o apoio da FAO, Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável - SDS, Ministério do Meio Ambiente, Governo Federal.


   
 

Cursos

20/11
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br