Notícias
 
( 12/03/2008 ) Leia sobre a visita dos pesquisadores ligados à SSCN às propriedades e cooperativas do litoral norte
 


Entre os dias 6 e 14 de março, um grupo de pesquisadores ligados à Sociedade Sueca para Conservação da Natureza - SSNC - visitou propriedades ecológicas, cooperativas de consumidores e agroindústrias ecológicas da região de Torres, assessorados pelo Centro Ecológico. O objetivo da visita era investigar os benefícios das práticas ecológicas na promoção de serviços ambientais, tais como redução de agrotóxicos, conservação da biodiversidade e mitigação de gases de efeito estufa.

O grupo formado por Solomon H. Mariam, Hailu Araya, Sue Edwards, karin Höök, Johanna Björklund e Jakob Lundberg, visitou a agrofloresta de Antonio Model, em Dom Pedro de Alcântara; a câmara de climatização de Dirceu Selau, em Mampituba; as Feiras Ecológicas do Bom Fim e Menino Deus, em Porto Alegre – onde os grupos e associações do litoral norte do RS comercializam produtos orgânicos de suas propriedades; as propriedades de Valdeci e Zelma Evaldt e Mauri Martins, em Morrinhos do Sul; a Cooperativa de Consumidores EcoTorres, em Torres; a propriedade da família Fernandes; a agroindústria Morro Azul, da família Becker; a Cooperativa de Consumidores Coopet e a Cooperativa de Produtores – Econativa em Três Cachoeiras e a agroindústria da Acevam ( Associação dos Colonos Ecologistas do Vale do Mampituba), em Praia Grande, sul de Santa Catarina.
Este projeto está sendo desenvolvido também nas Filipinas, na Ásia e na Etiópia, África, através do Instituto para o Desenvolvimento Sustentável – ISD – por sua sigla em inglês.

Solomon H. Mariam, Hailu Araya e Sue Edwards integram o ISD, com base em Addis Ababa. O ISD assessora agricultores nas regiões norte, sul e central da Etiópia. As propriedades têm em média um hectare e chove somente três meses ao ano. Com o apoio da SSCN, o ISD vem promovendo mudanças nas práticas dos agricultores para a agricultura ecológica.

A Sociedade Sueca para Conservação da Natureza trabalha com cerca de cinqüenta organizações em mais de vinte e cinco países e é a mais antiga e uma das mais respeitadas entidades ambientalistas da Suécia.

Todos os pesquisadores ficaram impressionados com a auto-suficiência das propriedades visitadas: Eles não precisam comprar nada, disse Sue Edwards, que também é diretora da ISD.

Solomon Mariam, aprovou a técnica de produção das passas de banana: Nós plantamos bananas, mas não conhecíamos este processo que permite guardar a fruta por muito tempo. Esse é um bom exemplo que vamos partilhar com os agricultores de lá.

Sobre a ajuda de países ricos como os Estados Unidos, com grãos transgênicos para a África, Sue Edwards, diretora do ISD foi categórica: Não oferecem nenhuma vantagem, somente desvantagens. A Etiópia é um Centro de Biodiversidade. Quando você tem uma grande diversidade, terra e chuva, você escolhe: vou plantar isso e isso.

Já a cientista Johanna achou muito importante ver as técnicas que permitem produzir sem fertilizantes sintéticos e agrotóxicos, porque na Suécia os agricultores usam muitos químicos, especialmente fertilizantes.


Na foto acima, Sue Edwards e Solomon H Mariam, visitando a Cootav e o Ecocafé, onde beberam suco de açaí produzido na região.


   
 

Cursos

20/11
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br