Notícias
 
( 08/08/2007 ) Pesquisa revela que SAFs tendem a incrementar a produção e reduzir custos
 


Entre março e junho de 2004, duzentos agricultores –gestores aplicaram um questionário junto a mil famílias agricultoras do Sul do Brasil, com o objetivo de analisar o desempenho e a viabilidade econômica das propriedades rurais representadas por esta amostra.

No litoral norte do RS e no Sul de SC, foram pesquisadas 54 famílias, divididas entre as que produzem de forma Agroecológica Diversificada Ampla com Sistemas Agroflorestais –SAFs, Agroecológica Diversificada Ampla nos SAFs e os que produzem de forma Convencional.Os resultados deste estudo sistematizado pelo Deser – Departamento de Estudos Sócio-Econômicos Rurais – de Curitiba(PR), foram apresentados durante o Curso sobre Sistemas Agroflorestais, realizado pelo Centro Ecológico, na quarta-feira, 8 de agosto, no Centro de Formação Pastoral em Dom Pedro de Alcântara, no litoral norte do RS.

O estudo aponta que a produção convencional - dependente do uso sementes, agrotóxicos e adubos químicos, é a que mais coloca em risco a viabilidade econômica das famílias, que precisam investir cada vez mais em insumos externos de custo crescente para produzir e, como suas propriedades tendem à não –diversificação de alimentos, as famílias também têm um custo maior para sua manuntenção, através das compras em supermercados.

Já as famílias que estão produzindo de forma agroecológica nos Sistemas Agroflorestais, estão reduzindo os custos de produção e manutenção, com tendência de incremento na produtividade. “Além disso, existe a questão do sequestro de carbono, da biodiversidade, da preservação da saúde humana”, destacou o agrônomo Alvori Cristo dos Santos, que junto com o também agrônomo Jorge Vivan, assessorou o curso.

Mais de 55 pessoas participaram.Agricultores e agricultoras dos grupos e associações ecologistas dos municípios de Morrinhos do Sul, Três Cachoeiras, Mampituba, Dom Pedro de Alcântara, Praia Grande e Passo de Torres (SC), representantes do MPA ( Movimento dos Pequenos Agricultores e MMC - Movimento de Mulheres Camponesas, técnicos e agrônomos do Capa - Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor) de Santa Cruz do Sul, do IMCA – Instituto Morro da Cutia – de Montenegro e Desma / UFRGS – Núcleo de Estudos em Desenvolvimento Rural Sustentável e Mata Atlântica da Universidade Federal do RS.

O curso sobre Sistemas Agroflorestais foi uma atividade realizada através do projeto Consolidação e Ampliação dos Sistemas Agroflorestais na Região de Torres, com apoio do KFW - Kreditanstalt für Wiederaufbau; PDA e Ministério do Meio Ambiente.

Talvez em breve os números obtidos a partir desta pesquisa possam ser acessados através do site do Deser: www.deser.org.br


   
 

Cursos

20/11
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br