Notícias
 
( 23/10/2018 ) Merendeiras de Dom Pedro de Alcântara aprovam receitas com Pancs e ingredientes tradicionais
 

Se depender das merendeiras, a alimentação nas escolas municipais de Dom Pedro de Alcântara, no Litoral Norte/RS, será ainda mais saudável. Isso porque, na tarde de 22 de outubro no Centro de Pastoral, elas aprovaram três receitas com ingredientes orgânicos, muitos desses locais, e até plantas alimentícias não convencionais (Pancs), na oficina sobre alimentação com a técnica Janaína Soares. A atividade foi organizada pelo Centro Ecológico em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, como parte da Semana da Alimentação do município.

"São receitas que a gente vai poder aproveitar: o cuscuz, esse bolo de açaí, é tudo natural. Acho que as crianças vão gostar", acredita a merendeira Maria Inês dos Santos Raupp, da Escola Municipal de Educação Infantil Mundo Encantado.

Ana Cristina Bezerra Ferreira, da Secretaria Municipal de Educação, considera importante a proposta de resgatar alimentos tradicionais e ampliar o uso de plantas comestíveis. "Não para esse ano, mas para o próximo, a gente vai estar colocando no cardápio, fazendo primeiro o teste de aceitabilidade, vendo como é que as crianças vão aceitar". Na opinião da nutricionista, essa proposta teria que passar para as casas dos alunos e por isso os pais também foram convidados. "Mas se a gente pode oferecer uma alimentação saudável, ainda que seja a única saudável que ele (aluno) receba, ainda é vantagem". Ana também acha que o momento da refeição é de aprendizado:" fazer eles comerem determinado alimento que é saudável, vai também mostrar que isso é melhor".

Ingredientes locais, orgânicos, não transgênicos

Durante a oficina, Janaína Soares preparou estas receitas:

Biomassa de banana verde
6 bananas verdes, água e um fio de óleo.

Lavar bem as bananas, cortar em rodelas e colocar, com casca, na panela de pressão, com água e um fio de óleo, por cerca de 10 minutos. O óleo na água facilita a limpeza da panela depois. Em panela comum, cozinhar por 30 minutos ou até a casca abrir. Bater as bananas ainda quentes em água morna. O fio de óleo na água facilita a limpeza da panela. Essa biomassa tem substâncias que alimentam as bactérias do bem, fundamentais para o bom funcionamento do organismo humano. O uso diário na alimentação favorece o trato intestinal e a saúde como um todo. 

Brigadeiro de biomassa de banana

4 colheres de sopa de açúcar mascavo
1 xícara de biomassa
4 colheres de cacau em pó, puro e sem açúcar
2 colheres de sopa de manteiga ou gordura de coco
Misturar tudo numa panela e mexer com colher de pau até dar a consistência do brigadeiro.


Bolo integral com polpa de açaí juçara e biomassa de banana (de Anaiara Letícia Ventura da Silva)

Misturar e reservar:
4 xícaras de farinha de trigo integral ecológica (cerca de 720 gramas)
2 colheres rasas de sopa de bicarbonato de sódio peneirado
2 colheres de sopa rasas de fermento químico
1 colher de sopa de farinha de linhaça (opcional)

Bater na batedeira por alguns minutos:
4 xícaras de açúcar mascavo
2 colheres de sopa de linhaça
4 ovos caipira
250 gramas de polpa de açaí juçara previamente descongelado
200 gramas de manteiga derretida em banho-maria
2 xícaras de biomassa de banana verde não temperada

Acrescentar a essa massa os ingredientes secos e bater até misturar completamente. Colocar em uma forma untada com uma gordura não transgênica e assar 35 minutos em forno pré-aquecido a 180º. Pode polvilhar com flocos de aveia, acrescentar goiabada na massa.

Cuscuz de forno com legumes (receita guarani revitalizada)

4 xícaras de farinha de milho crioulo

1 xícara de brócolis, espinafre, couve ou outra folhosa verde escura picada

1 xícara de cenoura ou moranga ralada

1 xícara de tubérculo ralado: inhame, batata cará, batata doce ou aipim

2/3 de xícara de óleo vegetal não transgênico (Janaína recomenda o de girassol e desaconselha canola)

2 ovos caipira (opcional)

Temperos de sua preferência: cúrcuma, salsinha, cebolinha, alho, manjericão

Gergelim ou outros grãos para decorar

Em um recipiente, misturar todos os ingredientes ralados e picados, temperos e óleo. Acrescentar a farinha de milho crioulo e escaldar a mistura com água quente até obter consistência pastosa, sem ser mole, isto é, grossa. Colocar a massa numa assadeira retangular e levar ao forno pré-aquecido por aproximadamente 45 minutos, a 250º.

Durante a oficina, Janaína pediu que, na elaboração dessa receita, as merendeiras usassem somente farinha de milho crioulo, uma vez que mais de 90% do milho cultivado atualmente no Brasil é transgênico.




   
 

Cursos

12/11
Extrativismo e Sistemas Agroflorestais - aspectos legais
21/11
Curso Princípios Básicos em Agricultura Ecológica


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br