Notícias
 
( 06/02/2018 ) Carta chama a atenção para riscos impostos por normativa da CTNBio
 

Movimentos sociais, organizações camponesas e da sociedade civil estão divulgando a Carta CTNBio: Novos transgênicos contra o campesinato, a soberania alimentar e a natureza, para esclarecer os impactos da Resolução Normativa 16/2018, da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). A normativa dispensa do cumprimento da regulamentação de biossegurança uma série de novas biotecnologias que usam engenharia genética, porém com formas diferentes dos transgênicos que já conhecemos.

Assim, desde o dia 22 de janeiro de 2018, data em que normativa entrou em vigor, está aberto, pela primeira vez no mundo, um canal legal para permitir a liberação no ambiente dos chamados “condutores genéticos”, uma tecnologia de alto risco, que propõe extinguir espécies inteiras, inclusive silvestres. Também fica aberto o canal legal para que sementes, insetos e outros organismos, e produtos alterados geneticamente com novas biotecnologias não sejam considerados organismos geneticamente modificados e, portanto, a CNTBio poderia decidir que podem ir para o campo e para os mercados sem avaliação de biossegurança, sem regulamentação e sem rotulagem.

Clique em Boletins Informativos, leia e divulgue o documento completo: Carta CTNBio: Novos transgênicos contra o campesinato, a soberania alimentar e a natureza


   
 

Cursos

23/7
Jornadas Ecológicas - Roda de conversa com Maria José Guazzelli


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br