Notícias
 
( 28/09/2017 ) Produtores buscam melhorar produção de banana orgânica no Litoral Norte/RS
 

Um curso de cinco etapas sobre princípios básicos da agricultura ecológica, iniciado em 26 de setembro de 2017, no Centro de Formação Pastoral em Dom Pedro de Alcântara, deve melhorar a qualidade da banana orgânica de 36 famílias da região. São agricultoras e agricultores de grupos que já produzem sem veneno, mas que ainda não têm a capacitação exigida pela Rede Ecovida para todos que desejam integrar esse espaço de articulação da Agroecologia nos três estados do Sul do Brasil.

Com histórias diferentes e o desejo comum de qualificar a produção, esses bananicultores assistiram, na parte da manhã, à introdução do coordenador do Centro Ecológico Laércio Meirelles, sobre conceitos que embasam a agricultura ecológica. Para o agrônomo, a principal mudança ocorre no modo de ver a agricultura, para que o sol, água e nutrientes produzam alimentos saudáveis.

Talvez vocês achem que a planta cresce tirando adubo da terra, mas isso é só 1%. Elas tiram do ar e da água, e o que permite que elas façam isso é a energia do sol, explicou o agrônomo, reforçando a ideia de que o solo deve estar sempre coberto e a vegetação espontânea não deve ser retirada, e sim, manejada. Conforme a experiência de Meirelles, se usar herbicida, vai ter que usar depois um inseticida e outros produtos.

Mais saúde no trabalho
Para José Carlos Lummertz, do grupo Três Irmãos, de Três Cachoeiras, é uma grande coisa a gente não usar veneno. Antigamente eu usava Roundup(herbicida) e banhava o cacho com Tordon . O Roundup era pra não deixar o mato. Agora estamos roçando e vendo que as bananeiras pararam de adoecer, a banana está mais saudável. O agricultor observou que também não sentiu mais efeitos dos agrotóxicos na própria saúde: Senti uma vez até fui proibido de botar veneno.

Assim como Lummertz, Alexandra Coelho da Luz, do grupo Chapada dos Mesquitas, que está há quatro meses fazendo a transição da banana convencional para a orgânica, não uso aqueles outros produtos que fazem mal. Ela e o filho colocavam um produto no cacho da banana e quando chegavam em casa sentiam problemas na visão. Desde que estamos na agricultura ecológica não dá nada disso, relatou a agricultora. O retorno econômico é outro ponto considerado pelos produtores. Lummertz disse que gasta menos para produzir, enquanto Alexandra, antes da transição vendia a caixa de 25 quilos por R$ 8 reais e hoje vende a R$ 15 reais a caixa pequena.

Turno de prática com visita à bananal
Na parte da tarde o grupo visitou o bananal do Silmar Mengue Behenck, no Morro do Coco, em Dom Pedro de Alcântara. As próximas etapas, de aproximadamente oito horas cada, estão marcadas para os dias 5, 11 e 18 de outubro e 1 de novembro.
Participaram dessa primeira etapa agricultoras e agricultores das comunidades de Rio do Terra, Alto Rio do Terra, Chapada do Alegrete, Chapada dos Mesquitas, Chimarrão e Morro Azul, de Três Cachoeiras; Porto Colônia, de Dom Pedro de Alcântara; Rio da Invernada, Roça da Estância e Taquaruçu, de Mampituba, Campo Bonito, de Torres, Três Passos, de Morrinhos do Sul.

Campanha Orgânicos para Todos
Antes de professoras, estudantes e consumidores, os participantes do curso Princípios Básicos de Agricultura Ecológica foram os primeiros a saber sobre a edição 2017 da campanha Orgânicos para Todos, por meio de uma fala da agrônoma Ana Luiza Meirelles e da apresentação do episódio Agrotóxicos do programa Greg News.
Desde 2013, a Sociedade Sueca de Proteção à Natureza (SSPN) envolve mais de 40 países da América Latina, Ásia, África e Europa nessa campanha focada na difusão do cultivo e consumo de alimentos orgânicos. No Litoral Norte e Serra do Rio Grande do Sul a Orgânicos para todos é desenvolvida pelo Centro Ecológico.

Resumo

  • A primeira etapa do curso Princípios Básicos da Agricultura Ecológica foi em 26 de setembro. As próximas estão agendadas para os dias 5, 11 e 18 de outubro e 1 de novembro de 2017.


  • Todas as etapas têm um turno teórico, normalmente de manhã, e um prático, à tarde. Nessa, Laércio Meirelles ministrou a parte teórica e Cristiano Motter, a prática, no bananal de Silmar Mengue Behenck. .


  • Laércio falou que o modo de ver a agricultura conduz o modo de fazer a agricultura. Introduziu conceitos como o triângulo ambiental básico - sol, água, nutrientes - e o manejo das ervas espontâneas. .


  • Dos 38 participantes, 36 são bananicultores. Quatro são mulheres.


  • Atualmente no Litoral Norte/RS, 250 famílias produzem alimentos ecológicos e estão integradas num dos 27 grupos do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia. .





Disseram - alguns depoimentos

Sempre reservava quatro ou cinco cachos sem veneno para o meu filho e meus netos. Mas um dia meu filho chegou em casa e disse: Pai, eu seria um bandido se desse isso pra minha filha. A partir dali pensei que nem que eu tenha que vender pra chimia, vou ser ecológico.


Tem 10 ecológicos na Chapada dos Mesquita. É uma benção poder colocar alimento sem veneno na mesa do irmão. Não matar as abelhas, mamangavas.


Na Chapada do Alegrete tem gente que planta banana e não dá para os filhos. Vai pegar com quem planta ecológico.


Antigamente eu usava Roundup e banhava o cacho com veneno DMA Tordon . O Roundup pra não deixar o mato. Agora estamos roçando e estamos vendo que as bananeiras pararam de adoecer também. Antigamente adoecia muito, ficava muito assim a terra limpa e pegava muito, se rachava a terra e adoecia muito a banana. A banana está mais saudável. Gasto menos, já estou vendendo. A transição levou um ano. Trabalho com mais vontade na roça sem veneno.




   
 

Cursos

18/10
Curso Princípios Básicos de Agricultura Ecológica - em cinco etapas
25/10
Plenária do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br