Artigos

(21/10/2016) TRANSGÊNICOS E SEUS RISCOS: A CIÊNCIA A SERVIÇO DA INDÚSTRIA QUÍMICA

No decorrer do desenvolvimento capitalista, também a semente tornou-se uma mercadoria. Enquanto, historicamente, a semente foi para o agricultor apenas parte guardada da última colheita, atualmente ela se tornou mais um insumo que precisa ser comprado. Sob uma nova ótica, as possibilidades oferecidas pelos transgênicos aprofundam a mercantilização das sementes, alterando, assim, o seu valor de uso, de tal maneira que acabam por gerar relações cada vez mais dependentes. Com a semente transgênica, os agricultores acabam comprando, necessariamente, o controle e a determinação externos à sua propriedade. De fora, é determinado o que deve ser cultivado e que insumos serão utilizados no processo de produção. A utilização de plantas transgênicas conduz a uma monopolização inédita do mercado agrícola, assim como a uma maior inserção das relações capitalistas na agricultura familiar e, consequentemente, a uma exclusão ainda maior dos agricultores.

 voltar

Adquira aqui o artigo completo. (159.6552734375 Kb)
 

Notícias 

Alimentos da época ajudam a restaurar conexão com a natureza

Mais que economia ou saúde,  quem prefere alimentos frescos, agroecológicos e da safra está, na verd...



Produção e certificação de orgânicos do Sul do Brasil no Congresso Mundial de Agricultura Orgânica

O agrônomo Laércio Meirelles e o agricultor Marcelo Nunes Vieira levaram para os participantes do p...


 

Ipê-Serra - Rua Luiz Augusto Branco, 725 - Bairro Cruzeiro / Cep: 95.240-000 / Ipê - RS / Fone: 0xx (54) 3233.16.38 / E-mail: serra@centroecologico.org.br
Litoral Norte - Rua Padre Jorge, 51 / Cep: 95.568-000 / Dom Pedro de Alcântara-RS / Fone/fax: 0xx (51) 3664.02.20 /E-mail:litoral@centroecologico.org.br